CCVB
 
Escolha o Idioma
 
LOGIN ÁREA RESTRITA
 
 
 
 

Curitiba vai virar o centro mundial do hip hop

« Voltar

 
Paraná tem o maior número de representantes no FIH2. O Grupo Cenário é um deles (foto: Franklin de Freitas)

Depois de ser consagrada como capital nacional do teatro devido ao famoso Festival de Tatro de Curitiba, a capital paranaense dá mais um passo no cenário cultural para também ser reconhecida pela realização de outro grande festival. A cidade sedia, de 10 a 12 de julho, a 14ª edição do Festival Internacional de Hip Hop (FIH2), o maior do gênero na América Latina.

Tendo seu início em 2002 no Teatro Ópera de Arame, o evento já reuniu mais de 100 mil pessoas vindas de diversas cidades do mundo e já trouxe mais de 10.500 bailarinos para se apresentar no evento. Depois o evento passou a ser sediado no Centro de Convenções do Shopping Estação, até o ano de 2012.

Em 2014, participaram do evento mais de 6,5 mil pessoas e para esse ano o público esperado é de mais de 10 mil espectadores. Por isso, há dois anos o Festival acontece no Grande auditório do Teatro Positivo. Em 2015, pela primeira vez o evento contará com um tema: o cantor e rei do pop Michael Jackson (1954-2009).

 Além de promover o encontro Nacional e Internacional de dançarinos, professores e coreógrafos, com a intenção de fazer a reciclagem profissional, através de oficinas e palestras, o festival oferece também possibilidades a uma parcela significativa de jovens praticantes do hip hop um espaço adequado onde todos possam se expressar através da dança, desenvolvendo e ampliando essa linguagem universal através do corpo em movimentos.

Já foram realizadas as seletivas de grupos de dança em quatro estados do país, além do Uruguai e da Argentina, reunindo mais de 40 cidades e cerca de duas mil pessoas. Foram selecionadas mais de 100 coreografias para serem apresentadas durante os 3 dias, divididas entre Mostras e Competições, nas categorias júnior, sênior e avançado, dos quais 25 são de grupos de dança paranaenses.

O Paraná é o estado com o maior número de representantes no FIH2. Marcam presença no festival cinco cidades do Paraná: Curitiba, Pinhais, Paranaguá, Maringá e Marialva. Os grupos do estado que foram selecionados são: Grupo Street Company Tatiana Souza (nas categorias júnior, avançada e sênior) e Indie Movement, de Maringá, Grupo Literal (Pinhais), Cia de Dança Fenix (Paranágua), CIA Elenco (Marialva) e Pyramid, Lótus Cia de Dança, Street Extreme Cia de Dança, JS Compny, Kingdom, Grupo Dance Sempre, Grupo G Street, Grupo de Dança Clube Melhor Idade Farmácias Nissei, Cenário Grupo de Dança, Grupo D Street e Grupo de Dança Senses, todos de Curitiba.

De acordo com o idealizador e organizador, o coreógrafo OctávioNassur, a oportunidade de expor trabalhos em um festival internacional e mesmo de fazer contatos profissionais são os maiores atrativos para os participantes. “Queremos ampliar o repertório das pessoas, ao mesmo tempo em que elas têm a oportunidade de apresentar o seu trabalho e fazer networking, criar uma rede de contatos”, explica.

SERVIÇO:
O quê: Festival Internacional de Hip Hop
Quando: 10, 11 e 12 de julho (sexta a domingo) às 19h30
Onde: Teatro Positivo e ExpoUnimed. Av. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300, Cidade Industrial.
Ingressos: R$ 40 (inteira) e R$ 23 (meia entrada) pelo Disk Ingressos


FESTIVAL VAI MUITO ALÉM DA DANÇA
Se engana quem pensa que a única preocupação do festival é a dança. O evento reúne outros temas como sustentabilidade, tecnologia, moda, entretenimento e saúde. Em edições passadas, houve geração de energia para o som utilizado no palco por meio de pedaladas de bicicletas, a fim de incentivar o consumo consciente. Móveis produzidos por cooperativas, utilizando materiais reciclados. Palestras que alertam sobre os riscos que as drogas, o álcool e o tabagismo causam à saúde. Apresentação de aplicativos que trazem soluções para problemas de mobilidade urbana.

Parece não haver relação entre os temas e um festival de dança, mas Octávio explica as escolhas que fizeram do FIH2 um evento único: “A dança é uma forma de expressão do indivíduo, a expressão corporal. Então, trabalhando para que a pessoa se torne melhor, isso também reflete na dança. Ao mesmo tempo em que se incentiva a dança como profissão e forma de expressão artística, o festival também é espaço de discutir políticas públicas culturais, fortalecendo seu crescimento e desenvolvimento. É um espaço de incentivo à cidadania”.


Fonte Bem Paraná

 


 
 
SOBRE CCVB   CURTA CURITIBA E REGIÃO   ASSOCIADOS   EVENTOS
Sobre o CCVB
O que são os CVBx
Equipe Executiva
Programas e Serviços do CCVB
Estrutura
Trabalhe com Turismo e Eventos
 
Curta Curitiba e Região
Sugestão de Roteiros
Guia Prático
Aplicativos
Programa Curta Curitiba
Atrativos Curitiba e Região
Sou Curitiba
 
Conheça os Associados
Sobre os Associados
Programa CCVB só pra Você
Campanha Eu apoio Room Tax/Doação para o Turismo
PIC - Programa de Incentivo à Capacitação
Seja um Associado
Promoções e descontos
 
Realize seu evento em Curitiba e Região
Nosso apoio para seu evento
Locais para o seu evento
Prestadores de serviços
Curta Curitiba mais 2 Dias
Agenda de eventos
Cadastre seu evento
Relatórios
             


Alameda Julia da Costa, 64 - 3º andar - Alto São Francisco - CEP: 80.410-070 - Curitiba-PR / Brasil

Tel/Fax: 55 41 3233-8500 | Fale conosco: 41 9 9916-1411(WhatsApp) | curitibacvb@curitibacvb.com.br