CCVB
 
Escolha o Idioma
 
LOGIN ÁREA RESTRITA
 
 
 
 

Ponto de Vista

« Voltar

 

A Folha de S. Paulo publicou no mês passado a crônica “O Homem de 2003” do ator e escritor Gregorio Duvivier (Porta dos Fundos). Na narrativa ele apresenta um personagem que parou no ano de 2003 e em 2014 tenta levar a mesma vida: sai de casa achando que consegue chegar no centro da cidade em menos de uma hora e ainda tomar um cafezinho – “coitado” diz o autor.

Não parece tanto tempo olhando “daqui”, mas foi o ano em que Lula assumiu o país pela primeira vez, Saddam foi preso e o campeonato brasileiro passou a funcionar por pontos corridos. Aí você percebe o quanto está longe ao ver em uma retrospectiva a seguinte manchete: “Celular com câmera foi o gadget do ano”. Quanta coisa mudou, principalmente se falarmos de tecnologia! Diante disso foi impossível não fazer uma reflexão sobre os caminhos da hotelaria nestes últimos 11 anos.

O hóspede brasileiro de 2003 quando viajava de avião (talvez pela Varig) ainda não fazia o check-in pela internet, mas já preenchia a FNRH à caneta no balcão. No hotel ele estava aprendendo a usar o wifi, que não funcionava lá muito bem. Na hora de reclamar ou pedir alguma coisa o telefone do quarto era uma boa alternativa. Mas para falar com quem está longe, o celular já era a melhor opção.

O hóspede brasileiro de 2003 encarava fila no check-out e depois pedia seu táxi, que chegava muito mais rápido. Ele concorda que nada substitui o ser humano, mas que seria muito bom ter uma nova maneira de fazer esta solicitação.

O hóspede brasileiro de 2003 usa a internet para entrar no Orkut e ver seus amigos, mas também para responder alguns e-mails. Sua secretária envia por e-mail as confirmações de reserva, que fez pelo telefone. Mal sabe ele que o e-commerce no trade turístico ainda está em fase inicial e de muito debates.

O hóspede brasileiro de 2003 deita em uma cama boa e acorda numa muito melhor, só que em 2014. Ele olha pro lado e encontra um dock que não sabe muito bem para que serve. Ao lado um rádio relógio – ah, esse ele sabe exatamente como funciona. Ele vai procurar uma resposta na internet, que ainda apresenta a mesma lentidão. O telefone ainda está lá, bem como seu velho celular que possui diversas mensagens de amigos perguntando porque ele não está atendendo o Viber. Sua secretária é a mais irritada, dizendo que conseguiu uma oferta de última hora através de um tal de app. Ele descobre que está no futuro.

O hóspede brasileiro de 2003 decide descer na recepção e vê fila no check-out e também gente reclamando de um documento que já preencheu antes. Conformado que as coisas não mudaram tanto assim, ele procura o mensageiro para pedir um táxi e se assusta, pois esperava uma roupa mais futurista – o cap ainda está lá. O colaborador ensina que ele pode usar o celular para isso e o deixa maravilhado. Ele entra e decide que quer ver o que mudou na empresa que trabalha.

O taxista logo pergunta se ele trouxe algo para passar o tempo, pois o trânsito está complicado e a corrida vai demorar. A revista pendurada no banco deixa-o perplexo, ele não acredita no que está lendo, “Brasil, o país do futuro” – ele pensa: “mas ainda?”.

O texto do Gregorio você lê aqui.




 


 
 
SOBRE CCVB   CURTA CURITIBA E REGIÃO   ASSOCIADOS   EVENTOS
Sobre o CCVB
O que são os CVBx
Equipe Executiva
Programas e Serviços do CCVB
Sala de Imprensa
Estrutura
Trabalhe com Turismo e Eventos
 
Curta Curitiba e Região
Sugestão de Roteiros
Guia Prático
Aplicativos
Programa Curta Curitiba
Atrativos Curitiba e Região
Sou Curitiba
Programa Vem Ver Curitiba
 
Conheça os Associados
Sobre os Associados
Programa CCVB só pra Você
Campanha Eu apoio Room Tax/Doação para o Turismo
PIC - Programa de Incentivo à Capacitação
Seja um Associado
Promoções e descontos
 
Realize seu evento em Curitiba e Região
Nosso apoio para seu evento
Locais para o seu evento
Prestadores de serviços
Curta Curitiba mais 2 Dias
Agenda de eventos
Cadastre seu evento
Relatórios
             


Alameda Julia da Costa, 64 - 3º andar - Alto São Francisco - CEP: 80.410-070 - Curitiba-PR / Brasil

Tel/Fax: 55 41 3233-8500 | Fale conosco: 41 9 8738-1177(WhatsApp) | curitibacvb@curitibacvb.com.br